FARO 1540

Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

Para ser um dos associados da "FARO 1540", caso seja proposto por um sócio efectivo, apenas terá que preencher a proposta de associado e anexar uma fotografia. Caso se auto-proponha como associado efectivo, deverá enviar para a "FARO 1540" um pequeno CV ...

Março, mês dos 3 Ws

Março, mês dos 3 Ws

- Workshop de Mandarim (a decorrer durante todo o mês de Março de terça a quinta-feira) - Workshop de Introdução ao mundo da Apicultura (dia 16 de Março das 9h30 às 17h30) - Workshop de Ovos de Chocolate (dia 17 de Março de manhã) Durante ...

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

A “FARO 1540” fiel aos seus princípios e à defesa da língua e cultura portuguesa sempre utilizou a norma ortográfica antiga nas suas comunicações escritas. Chegado ao ano 2013, a “FARO 1540” deliberou em reunião de Direcção manter esta orientação em virtude ...

BOOKCROSSING, agora em Faro…

BOOKCROSSING, agora em Faro...

O conceito de BOOKCROSSING está já bem implantado em todas as sociedades modernas. Portugal aderiu mais recentemente a este movimento, mas actualmente encontra-se já em igualdade com os principais países da Europa, representando neste momento uma das maiores correntes a nível Europeu. O BOOKCROSSING ...

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

A "FARO 1540" já se encontra a preparar a 4ª edição do FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, estando a empenhar-se activamente para que esta seja a maior e melhor edição de sempre. Para já, e a cerca de 4 meses do encerramento ...

FARCUME CHEGA AO BRASIL

FARCUME CHEGA AO BRASIL

O FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, realizado anualmente pela associação “FARO 1540”, vai ter uma extensão no Brasil e será realizada na cidade de Boa Vista no estado de Paraíba. Este projecto surgiu de um conjunto de reuniões que tiveram início em ...

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A "FARO 1540" torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve ...

3º FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro

3º FARCUME - Festival de Curtas-Metragens de Faro

A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, após o sucesso alcançado nas duas  edições anteriores do FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro, decidiu organizar a 3ª edição deste Festival de Curtas que ...

UM “LIKE” POR UMA ÁRVORE

UM LIKE POR UMA ÁRVORE

A “FARO 1540″ está a lançar uma campanha ecológica. Por cada “like” nas páginas no Facebook da “Faro 1540” e “Farcume” vamos plantar uma árvore autóctone em terrenos de aptidão florestal. A plantação vai decorrer no âmbito da Semana de Reflorestação Nacional. Colabora clicando ...

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

A entrevista integral com o presidente da "FARO 1540", Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889 Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A “FARO 1540″ torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve – D. Fernando Martins Mascarenhas, que foi confiscada aquando do saque protagonizado pelo corsário Inglês, conde de Essex, em Julho de 1596.

Esperamos poder contar com o vosso apoio na defesa desta causa.

…..

 

Pedido de devolução da Biblioteca

do

Bispo do Algarve D. Fernando Martins Mascarenhas

 

A cidade de Faro, capital administrativa do Algarve, tem sido ao longo dos séculos um importante centro de cultura e conhecimento da região algarvia. Dona de um importante património cultural, Faro (antiga Ossónoba) evoca com orgulho a memória de Samuel Gacon e da sua oficina tipográfica, onde em 1487 deu à estampa o Pentateuco, possivelmente o primeiro incunábulo impresso em Portugal.

Em Julho 1596, Robert Devereux, conde de Essex, protagonizou um dos mais negros episódios da história da nossa cidade ao saquear e incendiar Faro. Foi no decurso deste triste incidente, que mancha a memória das boas relações que Portugal mantêm com a Inglaterra desde a assinatura do tratado de Windsor (1386) que o conde de Essex confiscou a valiosa biblioteca do Bispo do Algarve, D. Fernando Martins Mascarenhas.

Em 1600 Robert Devereux doou ao seu amigo Thomas Bodley este valioso espólio o qual se encontra depositado na Bodleian Library da Universidade de Oxford desde a sua inauguração em 1602. Constituída por 65 títulos (num total de 91 volumes) a Biblioteca do Bispo D. Fernando de Mascarenhas representa, juntamente com o único exemplar remanescente do Pentateuco, que se encontra na British Library, um dos mais importantes tesouros culturais farenses.

Nesse sentido, e considerando o valor histórico, cultural e simbólico que a Biblioteca de D. Fernando Martins Mascarenhas e o Pentateuco, possuem para Faro e para a população algarvia, a FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro (possuidora do estatuto de ONG – Organização Não Governamental de património e ambiente) reunida em Assembleia-Geral, deliberou, solicitar junto dos digníssimos representantes do governo britânico e da Universidade de Oxford, a devolução deste património cultural de inestimável valor.

Estamos certos de que as autoridades britânicas saberão reconhecer a justiça da nossa pretensão e que farão justiça a um país amigo (onde vigora entre os dois países a mais antiga aliança diplomática do mundo) e a uma cidade que se orgulha da sua história milenar e do seu contributo para a cultura portuguesa e europeia.

Esta moção foi enviada ao Governo Britânico, Palácio de Buckingham, Embaixada britânica em Portugal, Universidade de Oxford, Secretário de Estado da Cultura de Portugal, Câmara Municipal de Faro e Bispo do Algarve.

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO
1 vote, 5.00 avg. rating (90% score)
  • Fernanda Durão says:

    Até que enfim!
    Já lá vão 418 anos, mas mais vale tarde do que nunca!
    O latrocínio dos ingleses às Bibliotecas portuguesas prolongou-se até ao sec. XVIII, quando o escritor Daniel Defoe, para escrever o seu Robinson Crusoe, PLAGIOU 12 episódios da Literatura Portuguesa de Viagens dos secs. XV e XVI. (ver: “As Fontes Portuguesas de Robinson Crusoe” (Ed. Contraponto) ou “The Portuguese Origins of Robinson Crusoe”, Instituto Camões)

    05/01/2014 at 09:34
  • Carlos Leça da Veiga says:

    Até que enfim!
    Estas Vossas noticias, melhor dito, informações, merecem uma ampla divulgação na imprensa. Como anunciar é dispendioso abram uma subscrição. Talvez haja alguma resposta o que pode servir para avaliar-se o sentir nacional face a uma questão que, apesar de tudo, senão salva a Pátria da desgraça em curso, ao menos, pode dar-lhe algum ânimo. CLV

    08/01/2014 at 18:13

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*