FARO 1540

Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

A "FARO 1540" já se encontra a preparar a 4ª edição do FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, estando a empenhar-se activamente para que esta seja a maior e melhor edição de sempre. Para já, e a cerca de 4 meses do encerramento ...

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

A entrevista integral com o presidente da "FARO 1540", Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889 Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

Março, mês dos 3 Ws

Março, mês dos 3 Ws

- Workshop de Mandarim (a decorrer durante todo o mês de Março de terça a quinta-feira) - Workshop de Introdução ao mundo da Apicultura (dia 16 de Março das 9h30 às 17h30) - Workshop de Ovos de Chocolate (dia 17 de Março de manhã) Durante ...

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

Para ser um dos associados da "FARO 1540", caso seja proposto por um sócio efectivo, apenas terá que preencher a proposta de associado e anexar uma fotografia. Caso se auto-proponha como associado efectivo, deverá enviar para a "FARO 1540" um pequeno CV ...

BOOKCROSSING, agora em Faro…

BOOKCROSSING, agora em Faro...

O conceito de BOOKCROSSING está já bem implantado em todas as sociedades modernas. Portugal aderiu mais recentemente a este movimento, mas actualmente encontra-se já em igualdade com os principais países da Europa, representando neste momento uma das maiores correntes a nível Europeu. O BOOKCROSSING ...

FARCUME CHEGA AO BRASIL

FARCUME CHEGA AO BRASIL

O FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, realizado anualmente pela associação “FARO 1540”, vai ter uma extensão no Brasil e será realizada na cidade de Boa Vista no estado de Paraíba. Este projecto surgiu de um conjunto de reuniões que tiveram início em ...

3º FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro

3º FARCUME - Festival de Curtas-Metragens de Faro

A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, após o sucesso alcançado nas duas  edições anteriores do FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro, decidiu organizar a 3ª edição deste Festival de Curtas que ...

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A "FARO 1540" torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve ...

UM “LIKE” POR UMA ÁRVORE

UM LIKE POR UMA ÁRVORE

A “FARO 1540″ está a lançar uma campanha ecológica. Por cada “like” nas páginas no Facebook da “Faro 1540” e “Farcume” vamos plantar uma árvore autóctone em terrenos de aptidão florestal. A plantação vai decorrer no âmbito da Semana de Reflorestação Nacional. Colabora clicando ...

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

A “FARO 1540” fiel aos seus princípios e à defesa da língua e cultura portuguesa sempre utilizou a norma ortográfica antiga nas suas comunicações escritas. Chegado ao ano 2013, a “FARO 1540” deliberou em reunião de Direcção manter esta orientação em virtude ...

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A “FARO 1540″ torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve – D. Fernando Martins Mascarenhas, que foi confiscada aquando do saque protagonizado pelo corsário Inglês, conde de Essex, em Julho de 1596.

Esperamos poder contar com o vosso apoio na defesa desta causa.

…..

 

Pedido de devolução da Biblioteca

do

Bispo do Algarve D. Fernando Martins Mascarenhas

 

A cidade de Faro, capital administrativa do Algarve, tem sido ao longo dos séculos um importante centro de cultura e conhecimento da região algarvia. Dona de um importante património cultural, Faro (antiga Ossónoba) evoca com orgulho a memória de Samuel Gacon e da sua oficina tipográfica, onde em 1487 deu à estampa o Pentateuco, possivelmente o primeiro incunábulo impresso em Portugal.

Em Julho 1596, Robert Devereux, conde de Essex, protagonizou um dos mais negros episódios da história da nossa cidade ao saquear e incendiar Faro. Foi no decurso deste triste incidente, que mancha a memória das boas relações que Portugal mantêm com a Inglaterra desde a assinatura do tratado de Windsor (1386) que o conde de Essex confiscou a valiosa biblioteca do Bispo do Algarve, D. Fernando Martins Mascarenhas.

Em 1600 Robert Devereux doou ao seu amigo Thomas Bodley este valioso espólio o qual se encontra depositado na Bodleian Library da Universidade de Oxford desde a sua inauguração em 1602. Constituída por 65 títulos (num total de 91 volumes) a Biblioteca do Bispo D. Fernando de Mascarenhas representa, juntamente com o único exemplar remanescente do Pentateuco, que se encontra na British Library, um dos mais importantes tesouros culturais farenses.

Nesse sentido, e considerando o valor histórico, cultural e simbólico que a Biblioteca de D. Fernando Martins Mascarenhas e o Pentateuco, possuem para Faro e para a população algarvia, a FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro (possuidora do estatuto de ONG – Organização Não Governamental de património e ambiente) reunida em Assembleia-Geral, deliberou, solicitar junto dos digníssimos representantes do governo britânico e da Universidade de Oxford, a devolução deste património cultural de inestimável valor.

Estamos certos de que as autoridades britânicas saberão reconhecer a justiça da nossa pretensão e que farão justiça a um país amigo (onde vigora entre os dois países a mais antiga aliança diplomática do mundo) e a uma cidade que se orgulha da sua história milenar e do seu contributo para a cultura portuguesa e europeia.

Esta moção foi enviada ao Governo Britânico, Palácio de Buckingham, Embaixada britânica em Portugal, Universidade de Oxford, Secretário de Estado da Cultura de Portugal, Câmara Municipal de Faro e Bispo do Algarve.

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO
1 vote, 5.00 avg. rating (90% score)
  • Fernanda Durão says:

    Até que enfim!
    Já lá vão 418 anos, mas mais vale tarde do que nunca!
    O latrocínio dos ingleses às Bibliotecas portuguesas prolongou-se até ao sec. XVIII, quando o escritor Daniel Defoe, para escrever o seu Robinson Crusoe, PLAGIOU 12 episódios da Literatura Portuguesa de Viagens dos secs. XV e XVI. (ver: “As Fontes Portuguesas de Robinson Crusoe” (Ed. Contraponto) ou “The Portuguese Origins of Robinson Crusoe”, Instituto Camões)

    05/01/2014 at 09:34
  • Carlos Leça da Veiga says:

    Até que enfim!
    Estas Vossas noticias, melhor dito, informações, merecem uma ampla divulgação na imprensa. Como anunciar é dispendioso abram uma subscrição. Talvez haja alguma resposta o que pode servir para avaliar-se o sentir nacional face a uma questão que, apesar de tudo, senão salva a Pátria da desgraça em curso, ao menos, pode dar-lhe algum ânimo. CLV

    08/01/2014 at 18:13

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*