FARO 1540

Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A "FARO 1540" torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve ...

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

A entrevista integral com o presidente da "FARO 1540", Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889 Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

Para ser um dos associados da "FARO 1540", caso seja proposto por um sócio efectivo, apenas terá que preencher a proposta de associado e anexar uma fotografia. Caso se auto-proponha como associado efectivo, deverá enviar para a "FARO 1540" um pequeno CV ...

FARCUME CHEGA AO BRASIL

FARCUME CHEGA AO BRASIL

O FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, realizado anualmente pela associação “FARO 1540”, vai ter uma extensão no Brasil e será realizada na cidade de Boa Vista no estado de Paraíba. Este projecto surgiu de um conjunto de reuniões que tiveram início em ...

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

A "FARO 1540" já se encontra a preparar a 4ª edição do FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, estando a empenhar-se activamente para que esta seja a maior e melhor edição de sempre. Para já, e a cerca de 4 meses do encerramento ...

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

A “FARO 1540” fiel aos seus princípios e à defesa da língua e cultura portuguesa sempre utilizou a norma ortográfica antiga nas suas comunicações escritas. Chegado ao ano 2013, a “FARO 1540” deliberou em reunião de Direcção manter esta orientação em virtude ...

Convívio “1540″ – Aberto a Associados

Convívio 1540 - Aberto a Associados

A Faro1540 dispõe a partir de hoje um espaço de lazer dirigido a todos os associados. Este espaço funcionará durante todas as actividades regulares semanais promovidas pela Faro1540, com especial destaque ás terças e sextas-feiras, com eventos temáticos. Público em geral também está convidado ...

UM “LIKE” POR UMA ÁRVORE

UM LIKE POR UMA ÁRVORE

A “FARO 1540″ está a lançar uma campanha ecológica. Por cada “like” nas páginas no Facebook da “Faro 1540” e “Farcume” vamos plantar uma árvore autóctone em terrenos de aptidão florestal. A plantação vai decorrer no âmbito da Semana de Reflorestação Nacional. Colabora clicando ...

BOOKCROSSING, agora em Faro…

BOOKCROSSING, agora em Faro...

O conceito de BOOKCROSSING está já bem implantado em todas as sociedades modernas. Portugal aderiu mais recentemente a este movimento, mas actualmente encontra-se já em igualdade com os principais países da Europa, representando neste momento uma das maiores correntes a nível Europeu. O BOOKCROSSING ...

Março, mês dos 3 Ws

Março, mês dos 3 Ws

- Workshop de Mandarim (a decorrer durante todo o mês de Março de terça a quinta-feira) - Workshop de Introdução ao mundo da Apicultura (dia 16 de Março das 9h30 às 17h30) - Workshop de Ovos de Chocolate (dia 17 de Março de manhã) Durante ...

CONSIDERAÇÕES E SUGESTÕES para o Anteprojecto da ponte, acessos e estacionamento da Praia de Faro

No seguimento da sessão de apresentação pública do anteprojecto da ponte, acessos e estacionamento para a Praia de Faro, que decorreu no dia 12 de Abril de 2012 no Salão Nobre da Câmara Municipal de Faro, a FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, com o estatuto de ONGA junto da Agência Portuguesa de Ambiente e de ONG junto do IGESPAR apesar de não ter sido convidada a assistir à referida apresentação e não ter sido consultada ao longo de todo o processo da implementação dos projectos do POLIS LITORAL RIA FORMOSA, vem pelo presente documento emitir algumas considerações e sugestões em relação a este assunto.

A “FARO 1540” felicita o projecto que, pelo que teve a oportunidade de apreciar e analisar, é globalmente interessante, visualmente harmonioso e que seguramente será uma oportunidade única para reformular toda a utilização da Praia de Faro, que como todos nós sabemos tem uma utilização muito pouco sustentável e é uma das zonas de maior risco do litoral português. Neste sentido e atendendo ao estado de degradação da actual ponte, a “FARO 1540” faz votos para que este projecto tenha implementação efectiva com a maior brevidade possível.

Dos aspectos mais fortes deste projecto, identificámos a existência de estruturas que ao longo da estrada para a praia vão permitir maior circulação de água e maior oxigenação na extremidade poente da Ria Formosa e o incentivo ao uso da bicicleta, dos passeios a pé e do contacto e da interacção com a natureza contribuindo sem margem de dúvidas para o aumento da qualidade ambiental da Ria Formosa e da qualidade de vida da população farense e de todos aqueles que visitam e habitam a Praia de Faro.

Contudo, sobre esta matéria convém referir que apesar do passadiço ser adequado e garantir a devida segurança a ciclistas e peões, o mesmo não se passa na nova ponte a criar, onde a inexistência de uma barreira física de protecção coloca em risco a vida e a integridade física de centenas de cidadãos que vão usufruir desta infraestrutura para entrarem ou saírem da Praia de Faro.

Neste sentido, parece de todo importante existir uma barreira física de protecção e de segurança para os ciclistas e não uma mera faixa vermelha pintada no chão com a indicação de ciclovia (já nos basta o risquinho azul espalhado um pouco por todo o Algarve), porque simplesmente se pretende utilizar esta área (destinada a peões e ciclistas) numa eventual segunda faixa de rodagem em caso de emergências ou evacuações rápidas. Sobre esta matéria a “FARO 1540” pretende deixar claro que do seu ponto de vista, a segurança e a vida dos cidadãos não pode ser colocada em causa em momento algum.

Assim, já que o projecto vai contar com fundos comunitários que vão financiar este investimento em 70 ou 80%, a “FARO 1540” considera de todo oportuno aproveitar estes fundos para a construção de uma ponte com duas faixas de rodagem mais uma faixa para uso exclusivo dos peões e ciclistas que poderá assim ser dotada de equipamentos de segurança e protecção.

Com uma 2ª faixa de rodagem para automóveis, esta poderá estar permanentemente aberta ao público (ou não) resolvendo o problema de “escoamento” em cenários de emergência e para os picos de trânsito, que provocam caóticos e morosos engarrafamentos que “entopem” por completo a estrada para entrada e saída da Praia de Faro. Estes engarrafamentos ocorrem diariamente na época de Verão, e pontualmente, ao longo de todo o ano (fins-de-semana, Páscoa e alguns feriados).

Quanto à introdução de parquímetros nos lugares de estacionamento dentro da praia, se estes de facto vierem a ser implementados, a “FARO 1540lança o alerta para que os valores cobrados não sejam elevados, pois a Praia de Faro é uma estância balnear de uso frequente, isto é, utilizada quase todos os dias pelos farenses (durante o Verão) pelo que esta realidade terá forçosamente de ser bem equacionada nos valores a cobrar. Sugere-se ainda que estes valores, se forem cobrados, funcionem como uma “taxa ambiental” sendo investidos na defesa e na manutenção da qualidade ambiental e das condições oferecidas pela praia aos seus utentes.

Sobre esta matéria ainda é importante frisar que, actualmente, a política de transportes públicos para a Praia de Faro está pouco desenvolvida e os seus preços são pouco competitivos em relação ao automóvel gastando-se mais em transportes públicos (autocarro ou barco) do que se gasta na deslocação em viatura particular para percorrer os 12 km que separam a cidade de Faro da praia. Por isso, a “FARO 1540” considera que é fundamental repensar a política de transportes públicos para a Praia de Faro e criar melhores condições de acesso e esta estância balnear com a criação de várias paragens de autocarro ao longo da praia (pelo menos 3: na zona do restaurante Paquete, no Centro Náutico e outra na rotunda do “Zé Maria”) por forma a que os utentes da praia possam ser repartidos em toda a extensão da praia para evitar grandes caminhadas à “torreira” do Sol e minimizar as “bolsas” compactas numa pequena área de areal como acontece agora, sobretudo na entrada da praia.

Sobre o parque de estacionamento exterior à Praia de 925 lugares, capacidade semelhante à capacidade de parqueamento automóvel do Largo de São Francisco (cidade de Faro), a “FARO 1540” considera este valor algo excessivo sobretudo para um parque que terá utilidade somente no mês de Julho e no mês de Agosto, estando praticamente deserto nos restantes 10 meses do ano. Para combater este cenário de abandono e de forma a rentabilizar e a dinamizar esta área, a “FARO 1540” sugere uma redução na capacidade de parqueamento automóvel e que na área de estacionamento retirada seja construído um Parque de Autocaravanas, para cerca de 20 viaturas, com as infraestruturas de apoio adequadas a este tipo de equipamento.

Ainda neste parque de estacionamento, sugere-se que alguns lugares (dois a três) estejam integrados na rede de estacionamentos MOBI.E.

Faro, 23 de Abril de 2012

CONSIDERAÇÕES E SUGESTÕES para o Anteprojecto da ponte, acessos e estacionamento da Praia de Faro
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)
Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*