FARO 1540

Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro

FARCUME CHEGA AO BRASIL

FARCUME CHEGA AO BRASIL

O FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, realizado anualmente pela associação “FARO 1540”, vai ter uma extensão no Brasil e será realizada na cidade de Boa Vista no estado de Paraíba. Este projecto surgiu de um conjunto de reuniões que tiveram início em ...

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

FARCUME NO CROWDFUNDING PORTUGAL

A "FARO 1540" já se encontra a preparar a 4ª edição do FARCUME: Festival de Curtas-Metragens de Faro, estando a empenhar-se activamente para que esta seja a maior e melhor edição de sempre. Para já, e a cerca de 4 meses do encerramento ...

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

NÃO AO ACORDO ORTOGRÁFICO

A “FARO 1540” fiel aos seus princípios e à defesa da língua e cultura portuguesa sempre utilizou a norma ortográfica antiga nas suas comunicações escritas. Chegado ao ano 2013, a “FARO 1540” deliberou em reunião de Direcção manter esta orientação em virtude ...

Março, mês dos 3 Ws

Março, mês dos 3 Ws

- Workshop de Mandarim (a decorrer durante todo o mês de Março de terça a quinta-feira) - Workshop de Introdução ao mundo da Apicultura (dia 16 de Março das 9h30 às 17h30) - Workshop de Ovos de Chocolate (dia 17 de Março de manhã) Durante ...

UM “LIKE” POR UMA ÁRVORE

UM LIKE POR UMA ÁRVORE

A “FARO 1540″ está a lançar uma campanha ecológica. Por cada “like” nas páginas no Facebook da “Faro 1540” e “Farcume” vamos plantar uma árvore autóctone em terrenos de aptidão florestal. A plantação vai decorrer no âmbito da Semana de Reflorestação Nacional. Colabora clicando ...

MOÇÃO APROVADA EM ASSEMBLEIA-GERAL POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

A "FARO 1540" torna pública na sua página electrónica, a moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação na sua última Assembleia-Geral, realizada no passado dia 17 de Dezembro, onde é pedida a devolução a Faro da biblioteca do Bispo do Algarve ...

BOOKCROSSING, agora em Faro…

BOOKCROSSING, agora em Faro...

O conceito de BOOKCROSSING está já bem implantado em todas as sociedades modernas. Portugal aderiu mais recentemente a este movimento, mas actualmente encontra-se já em igualdade com os principais países da Europa, representando neste momento uma das maiores correntes a nível Europeu. O BOOKCROSSING ...

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

ENTREVISTA DO NOSSO PRESIDENTE NO JORNAL DE FARO

A entrevista integral com o presidente da "FARO 1540", Bruno Lage no Jornal de Faro, em: http://www.jornaldefaro.com/?p=889 Proposta de roteiro “Conhecer o concelho de Faro” por parte do entrevistado em:  http://www.jornaldefaro.com/?p=898

3º FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro

3º FARCUME - Festival de Curtas-Metragens de Faro

A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, após o sucesso alcançado nas duas  edições anteriores do FARCUME – Festival de Curtas-Metragens de Faro, decidiu organizar a 3ª edição deste Festival de Curtas que ...

Convívio “1540″ – Aberto a Associados

Convívio 1540 - Aberto a Associados

A Faro1540 dispõe a partir de hoje um espaço de lazer dirigido a todos os associados. Este espaço funcionará durante todas as actividades regulares semanais promovidas pela Faro1540, com especial destaque ás terças e sextas-feiras, com eventos temáticos. Público em geral também está convidado ...

SÚMULA DA CONFERÊNCIA “ACESSIBILIDADES E TRANSPORTES”

A FARO 1540, realizou na passada 6ª feira no Salão Nobre da Sociedade Recreativa Artística Farense a 2ª edição da Conferência Cidades pela Retoma, desta feita dedicada ao tema das “Acessibilidades e Transportes”.

Perante uma plateia que rondou as 70 pessoas, os oradores (Teresa Correia, Vereadora da Câmara Municipal de Faro e Ilídio Mestre, Director do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve) através das suas comunicações prepararam o debate onde se abordou temas e questões como os transportes públicos, o trânsito, o estacionamento e as ciclovias em Faro. A nível regional o tema das portagens na Via do Infante e as implicações económicas que daí resultarão foram também amplamente discutidas.

Seguidamente apresenta-se os principais factos, ideias e soluções que os presentes tiveram a oportunidade de discutir:

- A Câmara Municipal de Faro gasta por ano com os contratos de Mini-Bus, cerca 1 milhão de €uros e que o desejável seria tratar num mesmo contrato: o transporte e o estacionamento tarifado;

- O estacionamento em Faro chega a ser mais caro do que em Lisboa e a rede de transportes públicos é ineficiente;

- Falta em Faro mais parques de estacionamento periféricos associados  a ligações rápidas, eficazes (não mais de 5 minutos a pé entre duas paragens) e cómodas ao centro da cidade, bem como uma política de transportes global que permita a interacção de diferentes transportes e de horários compatíveis com a realidade laboral;

- É fundamental apostar em Faro numa rede de ciclovias seguras e de percursos acessíveis e em transportes colectivos mais amigos do ambiente;

- No Algarve, não existe uma política estruturada de transportes públicos e por isso o automóvel é o transporte mais barato contabilizando no final factores como a rapidez, a disponibilidade, a comodidade e a fiabilidade;

- Dois terços da Via do Infante foram construídos com fundos comunitários e receitas provenientes de impostos sendo inconcebível que os cidadãos sejam obrigados a pagar um investimento que já pagaram;

- As portagens na Via do Infante vão ser uma realidade a partir de dia 15 de Abril. Vão ser uma forte machadada na economia local e regional porque a estrada nacional 125 não é uma alternativa (é mais uma rua do que uma estrada) e os índices de sinistralidade e tempo de percursos vão aumentar. O turismo vai ser afectado porque a região devido aos sinistros, filas de espera e pagamentos vai tornar-se menos atractiva em relação a outros destinos como o Sul de Espanha, o Norte de África e a Madeira.

- Em Lisboa o Estado apostou numa política de transportes públicos e no resto do país o modelo seguido foi a implementação de redes de auto-estradas. Por isso é inaceitável que o Estado imponha o pagamento das SCUTS em todo o país, com o argumento do “utilizador pagador” quando todos os portugueses através dos seus impostos continuam a financiar os transportes públicos em Lisboa como por exemplo o Metro, os comboios, os barcos e os autocarros.

CONFERÊNCIA “CIDADES PELA RETOMA – ACESSIBILIDADES E TRANSPORTES”

A FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro, vai promover no próximo dia 18 de Fevereiro (6ª feira), por volta das 21h30, no Salão Nobre da Sociedade Recreativa Artística Farense mais uma edição das conferências “Cidades pela Retoma”, desta feita dedicado ao tema das Acessibilidades e Transportes. A entrada é livre!

Teresa Correia, Vereadora da Câmara Municipal de Faro e Ilídio Mestre, Director do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve são os oradores convidados, a que se seguirá um período de debate onde se espera abordar temas relacionados com os transportes públicos, trânsito, estacionamento e ciclovias em Faro. A nível regional o tema das portagens na Via do Infante e as implicações económicas e de circulação rodoviária que daí resultarão para a região serão também discutidas.

Recorde-se que esta iniciativa inserida no âmbito do Movimento Cívico “Cidades pela Retoma” pretende desenvolver em Faro um fórum de debate que deverá mobilizar os cidadãos a participar num exercício de reflexão colectiva sobre o papel das cidades na actual fase de desenvolvimento do país, que vise identificar e avaliar os seus recursos com potencial para o desenvolvimento económico e social e ajudar a definir uma ‘agenda local para a retoma’.